Site Loader
Centro Empresarial Brasília, Bloco B, Sala 310, SRTVS – Brasília- DF.
Centro Empresarial Brasília, Bloco B, Sala 310, SRTVS – Brasília- DF.

Apesar da escassez, municípios podem ser eficientes na gestão da educação em SP: “44,4% dos municípios benchmarks na gestão da eficiência municipal da educação do Estado de São Paulo apresentam PIB crítico ou baixo.”
Alexandre Maduro-Abreu
Kayton Ávila
Guadalupe Sátiro

Estudo realizado pelo I3GS aplicou uma tabulação cruzada entre o índice da gestão por eficiência (iEfi) – dividido em quatro categorias: Ineficiência Extrema (0 à 0,599); Ineficiência Crítica (0,600 à 0,799); Ineficiência Moderada (0,800 à 0.999) e Eficiência (benchmark) (1,00) – com o PIB per capita do Estado de São Paulo, classificado a partir dos quartis: PIB per capita Alto (acima de R$ 36.428,00); PIB per capita Médio (R$ 25.059,00 à R$ 36.427,00); PIB per capita Baixo (R$ 18.288,00 à R$ 25.058,00) e PIB per capita Crítico (abaixo de R$ 18.287,00. Os resultados encontrados foram:

    • O menor PIB per capita do Estado de São Paulo é do município de Pracinha e corresponde à R$ 7.309,00 (IBGE, 2017),
    • O maior PIB per capita no valor de R$ 314.637,69 é do município de Paulínia.
    • Apenas o município de Pontes Gestal é eficiente na gestão da educação (benchmark) (Atlas/I3GS, 2018) e está classificado como PIB per capita alto.
    • 33,3% dos municípios benchmarks na gestão da eficiência da educação (Atlas/I3GS, 2018) apresentam PIB per capita crítico (IBGE, 2017), inferior à R$ 18.287,00.
    • 94% dos municípios com o PIB per capita alto apresentam ineficiência crítica ou extrema na gestão da educação, ou seja, produzem até 79,9% do que poderiam em relação ao seus benchmarks.
    • 52,2 % dos municípios com ineficiência moderada na gestão da educação apresentam um PIB per capita crítico ou baixo, inferior à R$ 25.058,00.

O objetivo do I3GS é proporcionar informações para que os municípios possam melhorar a tomada de decisões e adotar práticas mais eficientes. A gestão por eficiência é fundamental, mas não é suficiente, visto que municípios com um PIB per capita crítico ou baixo podem ser eficientes. Entretanto, município como o de Pontes Gestal demonstra que é possível conciliar desempenho econômico e eficiência na gestão de áreas sociais.

Elaborado por I3GS (2019).

Elaborado por I3GS (2019).

Post Author: admin

English EN Français FR Português PT